Menu Fechar

Não tem sido fácil, mas estamos aqui!

José Gonçalves

(diretor)

 

Nem esta, nem a anterior, edição do jornal “Etc e Tal” foi fácil de ser editada, uma vez que quem vos escreve, e é responsável, praticamente, pela total feitura do jornal – excetuando os valoroso trabalhos do(a)s colaboradore(a)s, mas que, mesmo assim, têm de ser revistos e paginados – esteve hospitalizado durante várias semanas. Não foi fácil, durante esse período, dar resposta aos desafios criados por um jornal em crescimento e que se prepara para comemorar 12 anos de existência.

Com as minhas limitações, relacionadas com problemas de saúde, vi de perto o final de um projeto, que, teimosamente, quero continuar levar avante, faltando-me só – e para que esse desiderato seja alcançado – ter mais gente que goste de jornalismo, que o queira aprender e nesse mundo integrar-se, fazendo, assim, parte da nossa equipa de repórteres (escrita), como colaboradores voluntários.

Pagamos deslocações e alimentação. O resto (um ordenado ou coisa parecida) é-nos, de momento, praticamente impossível de concretizar.

Está aí a edição de novembro, preparando-se – e isto demonstra que estamos vivos – uma importante “refrescadela” gráfica para breve, possivelmente para a edição de aniversário que será editada em janeiro.

Como podem constatar não sou de desistir, mesmo nos momentos mais adversos que a vida cria. Mas custo e tudo tem o seu preço, que já sei ter de o pagar…

Mas, espero da sua parte, a fidelização a um projeto que conta com uma média de 50 mil leitores, e que faz um jornalismo independente, rigoroso, sério, livre, credível… autêntico.

 

Obrigado pela sua preferência!

 

 

01nov21

Partilhe:

2 Comments

  1. José Gonçalves

    Obrigado.
    Muito me honras com a tua presença na nossa equipa. Sei que posso contar contigo, e o resto são cantigas!
    Abraço de amizade para ti grande amigo!

    José Gonçalves

  2. Miguel

    A persistência e perseverança, por vezes, confundem-se com teimosia. Contudo, a diferença dos adjectivos está na amor (ou ausência) à causa. Neste caso, tenho a plena certeza que ele existe e é uma honra estar nesta equipa e ajudar (no mínimo que posso) ao crescimento deste (teu) projecto. Forte abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.