Menu Fechar

Boaventura de Sousa Santos escreveu um “Rap” e a Seiva Trupe leva-o ao palco

Boaventura de Sousa Santos (sociólogo, professor universitário em Portugal, Brasil e EUA, investigador e pensador mais do que internacionalmente reconhecido), aos 70 e tantos anos (hoje tem 80 feitos) escreve umRap… É por si notícia.

Se uma estrutura de teatro profissional, a Seiva Trupe, se aventura a transformá-lo em espetáculo teatral era imprevisível. Que a criação musical seja de Fuse só não é insólito por ser uma escolha acertada e coerente, mas surpreendente que vá participar ao vivo. E que tudo isto aconteça num espaço recém-aberto no Porto, num complexo turístico e cultural inabitual (M.OU.CO) numa Sala de Concertos privada que a cidade do Porto ganhou, em parceria com a própria Seiva Trupe, também não era coisa de que se pudesse estar à espera.

Com a encenação de Sandra Salomé, cuja se tem distinguido na carreira como atriz, mas tem vindo a afirmar-se como encenadora trará mais elementos imprevisíveis, na interpretação de Allex Miranda, Joel Sines, Miguel Branca e Teresa Fonseca e Costa.

No universo do ‘suburbano’, colocam-nos no ‘cenário’ de um Mundo cada vez mais confuso, usando também para isso a simbólica de uma instalação plástica de Acácio Carvalho… Um musical ‘underground’? Um ‘vídeoclip alive’? Um ‘teatro total’?. Só dias 10, 11 e 12 de dezembro.

 

Texto e imagem: Seiva Trupe-Teatro Vivo / Etc e Tal jornal

 

01dez21

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.