Menu Fechar

Assembleia Municipal unânime na congratulação pela conclusão das obras do Bolhão

Todos os partidos com assento na Assembleia Municipal foram unânimes, segunda-feira (26set22) à noite, na aprovação de uma proposta apresentada pelo movimento ‘Aqui Há Porto’ de congratulação pela conclusão das obras e reabertura do Mercado do Bolhão. Foi por todos reconhecido o “compromisso” do atual Executivo municipal e a “postura construtiva” dos partidos durante todo este processo.

Depois de idêntica postura no Executivo, todos os partidos representados na Assembleia Municipal congratularam-se com a reabertura do mercado de frescos. Raul Almeida, do movimento ‘Aqui Há Porto’, salientaria que a abertura do Bolhão, a 15 de setembro, foi um “momento alto da vida da cidade”. “É de elementar justiça fazer nota de homenagem ao presidente da Câmara, ao Executivo e todas as forças políticas que foram cooperativas, a todos os que ali trabalham, ao público que o visita e a todos aqueles que estiveram envolvidos no projeto”, sublinhou.

Também Fernando Monteiro, pelo PSD, congratulou o Executivo pela conclusão da obra. Idêntica posição teve o socialista Rui Lage. Já Elisabete Carvalho, eleita pelo BE, destacou a “coragem dos comerciantes e de todos os que se mobilizaram para impedir que o mercado centenário se transformasse num centro comercial”, para além de destacar, igualmente, o papel desempenhado pelo Executivo liderado por Rui Moreira na conclusão da obra.

O deputado eleito do PAN, Paulo Viera de Castro, destacou o momento da reabertura do espaço – “pelo qual todos esperávamos há muito”, disse – e Rui Sá, eleito pela CDU lembrou que, durante todo o processo de reabilitação do Bolhão, as forças políticas tomaram posições diferentes e que, “nem todos estiveram do mesmo lado”.

Na moção de congratulação pela abertura do mercado, o movimento ‘Aqui Há Porto’ destaca que, depois de anos “de abandono público e degradação”, “diferentes visões e projetos”, projetou-se, em 2018, um Bolhão “no futuro”.

“Foram mais de 35 mil os visitantes do Bolhão no memorável dia da sua inauguração, uma verdadeira festa do Porto para o Porto, onde os protagonistas foram, em primeiro lugar, aqueles que o fazem todos os dias”, sublinha o documento, acrescentando que número diário de visitantes “continua acima dos 30 mil” e que este é “o melhor indicador da razão de ser” da obra.

DESTAQUE A AGUSTINA BESSA-LUÍS E ÀS MULHERES IRANIANAS

Ainda no período antes da ordem de trabalhos, uma outra moção, apresentada pelo movimento ‘Aqui Há Porto’ e que lembrou o centenário do nascimento de Agustina Bessa-Luís, mereceu o voto unânime de todas as bancadas parlamentares.

No próximo dia 15 de outubro assinalam-se os 100 anos de nascimento da “grande ficcionista do século XX português”.

“Ardilosa e provocatória, no sentido de suscitar reações controversas para delas retirar os respetivos dividendos, Agustina nunca foi consensual (…). (…) Dá-lhe, na literatura contemporânea, um lugar incómodo e inquietante, mas incontornável, pois ultrapassa, tal como Marguerite Duras, o estatuto de ficcionista, para tomar o de livre pensadora, desafiando valores perpetuados que controverte”, pode ler-se na moção, que lembra ainda que a Câmara Municipal do Porto deu o exemplo no forte apoio concedido à adaptação do texto literário em fílmico de ‘A Sibila’, uma realização de Eduardo Brito, com produção de Paulo Branco.

Uma outra proposta, apresentada pelo BE, de “profunda” solidariedade com as mulheres iranianas, no decorrer da repressão das manifestações iniciadas há dez dias pela morte de uma jovem mulher, foi também aprovada com a abstenção do PSD, e o voto favorável do movimento ‘Aqui Há Porto’, CDU, PS e PAN.

Na proposta, o BE destaca a importância de a Assembleia Municipal do Porto expressar a sua “profunda” solidariedade com as mulheres iranianas “vítimas de uma atroz violência sob a violação de direitos e liberdades”.

 

Texto: Paulo Alexandre Neves (Porto.) / Etc. e Tal

Foto: Guilherme Costa Oliveira (Porto.)

 

28set22

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.