Menu Fechar

Cuidados a ter com o ‘sexo virtual’…

Vítor Lagarto

 

Durante algumas semanas investiguei e pesquisei esta prática comum e real, relacionada com o ‘Sexo Virtual’.

Tenho conhecimento de alguns casos, mas como devem entender não posso colocar aqui os lesados, uma vez que este é um problema muito sensível e sério.

Não se esqueça que o Sexo Virtual pode virar um pesadelo. Assim que deram o vosso número de WhatsAap, os gangs iniciam o seu ataque. É o começo do vosso pesadelo. Para extorquir dinheiro e chantagem… um verdadeiro pesadelo para quem é apanhado de surpresa

O modo de atuação do grupo consiste numa abordagem inicial por parte das mulheres para seduzir e levar homens a enviar imagens suas de cariz íntimo e sexual, sendo posteriormente ameaçados da divulgação destas imagens nas redes sociais e junto dos seus familiares mais próximos, caso não fizessem transferências monetárias.

Há relatos que as vítimas chegaram a efetuar várias transferências bancárias, ascendendo ao valor de € 2 500.

Os Conselhos são os seguintes:

Não partilhar conteúdos privados, principalmente com estranhos;

Não ter material íntimo no telemóvel, este conteúdo pode ser acedido por terceiros e facilmente divulgado;

Não publicar fotos íntimas nas redes sociais, que podem vir a ser utilizadas por terceiros.

Se for vítima:

Não ter vergonha e reportar o seu caso às autoridades;

Não pagar a quantia exigida;

Não estabelecer mais contactos com esse ‘amigo virtual’ e bloquear o mesmo das redes sociais;

Não apagar as conversas e imagens, pois podem servir de prova para identificar os agressores;

Alertar o administrador da rede social para o informar que essas imagens ou vídeos foram publicados sem o teu consentimento, para que as mesmas sejam eliminadas.

 

01set22

 

Partilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.